Legumes e Acompanhamentos

Molho de Tomate Caseiro

 

Um molho óptimo para ter sempre à mão e dar assim um sabor extra a qualquer receita.

Receita:

  • 400gr cebolas
  • 3 dentes de alho
  • 1,5kg tomates maduros
  • 3 cenouras
  • 4 colheres de sopa de azeite + 1 colher de sopa de azeite
  • 1 folha de louro
  • Sal q.b.
  • Pimenta moída q.b.
  • Orégãos e/ou mistura de especiarias italianas q.b.

Confecção:

  1. Colocar as 4 colheres de sopa de azeite num tacho largo com a cebola picada grosseiramente e levar ao lume.
  2. Ir mexendo e deixar a cebola cozinhar até ficar translúcida e juntar os dentes de alhos picados, a folha de louro, tomates sem pele e sementes picados de forma grosseira, o sal, pimenta e as restantes especiarias.
  3. Deixar cozinhar lentamente com o lume no mínimo e tacho fechado com a tampa e aguardar aproximadamente 20min.
  4. Verificar se a cenoura está cozida (picar com um garfo se se desfizer é porque está cozida) e retirar do lume.
  5. Retirar a folha de louro e triturar tudo com a varinha mágica ou outro processador.
  6. Provar, rectificar os temperos (se necessário) e levar ao lume novamente.
  7. Juntar 1 colher de sopa de azeite e deixar ferver por cerca de 3min.
  8. Retirar do lume e deixar arrefecer totalmente.
  9. Guardar em frascos esterilizados e bem condicionados.

Dicas:

  • Ficará um molho cremoso, mas se preferir um molho mais líquido acrescente um pouco de água ou caldo de legumes na altura em que juntar todos os ingredientes ao tacho.

Aconselhamos com:

  • Experimente usá-lo como base de pizza, não se vai arrepender.

Escrito Por:

Licenciada em gestão no ISEG da Universidade técnica de Lisboa. O meu currículo profissional inclui 4 anos em auditoria numa das grandes Big4 deste ramo e, desde Fevereiro de 2017, estou numa das maiores empresas portuguesas com as funções de controlo de gestão. O meu gosto pela cozinha começou desde nova pela forma como a minha irmã, Paula Ruivo, nos envolvia nessa tarefa que era cozinhar. Ao longo dos anos sofri de várias problemas gástricos e intestinais, infeções diversas, alergias ao nível respiratório e problemas de pele. Por indicação da minha irmã entrei no grupo Paleo Descomplicado, priorizando a comida de verdade e retirando do meu cardápio alimentos inflamatórios, tendo notado de imediato melhorias na minha saúde e bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *